Domingo, 9 de Julho de 2006

CAOS II

lib.JPG
 
CAOS
 
II
 
Tenho um pássaro,
Preso, dentro de mim.

Por vezes, clama por voar.
Outras vezes, abafa, por chorar.
É um pássaro pequeno,
Amarelo, como o meu desespero.
 
Ás vezes, canta.
Outras vezes, confundo o canto,
Com o seu pranto.
Quem me dera o poder soltar...
Talvez assim,
Ele pudesse voar.

 

Augusto P.Gil


publicado por Augusto P.Gil às 20:38
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Fatyly a 9 de Julho de 2006 às 21:31
mais um belo poema, com uma carga emotiva bastante grande!

Ao ler-te poeta...lembrei-me de um poema que gosto muito e que sempre me acompanhou nos momentos negros da minha vida.

Beijos



Para pintar o retrato de um pássaro
Primeiro pinte uma gaiola
com a porta aberta.
Depois pinte
algo gracioso
algo simples
algo bonito
algo útil
para o pássaro.
Então encoste a tela a uma árvore
em um jardim
em um bosque
ou em uma floresta.
Esconda-se atrás da árvore
sem falar
sem se mover...
Às vezes o pássaro aparece logo
mas ele pode demorar muitos anos
antes de se decidir.
Não desanime.
Espere.
Espere durante anos, se for necessário.
A rapidez ou a lentidão do pássaro
não influi no bom resultado
do quadro.
Quando o pássaro aparecer
se ele o fizer
observe no mais profundo silêncio
até ele entrar na gaiola
e quando ele assim agir
delicadamente feche a porta com o pincel.
Então,
apague uma a uma todas as grades
tomando cuidado para não tocar na plumagem do pássaro.
Em seguida, pinte o retrato de uma árvore
escolhendo o mais bonito de seus galhos
para o pássaro.
Pinte também a folhagem verde e o frescor do vento
o dourado do sol
e a algazarra das criaturas, na relva,
sob o calor do verão.
e então espere até que o pássaro decida cantar.
Se ele não cantar
é um mau sinal,
um sinal de que a pintura está ruim.
Mas se ele cantar é um bom sinal
um sinal de que você pode assinar.
Então, com muita delicadeza, você arranca
uma das penas do pássaro
e escreve seu nome em um canto do quadro.
.
.
Jacques Prévert
De dulce.velez@pj.pt a 13 de Julho de 2006 às 09:33
Estou a escrever-te hoje, porque é um dia especial. Especial para ti e para os que te querem bem. Que o sol brilhe no teu coração, Que a chuva lave as tuas tristezas, Que as nuvens levem os teus dias cinzentos, Que tenhas muitas alegrias, que sejas amado. No céu existirá sempre uma estrela a brilhar e que te guiará. Parabéns meu querido amigo! Beijoka Dulce
De Anónimo a 15 de Julho de 2006 às 11:53
Porquê tanta amargura, porquê tanta tristeza quando sabes que por vezes mesmo parecendo tão difícil soltar o pássaro que vive dentro de nós acorrentado se soubermos dar o passo certo e não tendo medo de pedir ajuda aqueles que verdadeiramente nos amam, não estaremos só a libertar o pássaro , mas também toda a tristeza e amargura que existe dentro de nos.

Comentar post

.Mais sobre mim

.Quantos andam por aqui?

online

.Que horas são?

.Dezembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Musica

object width="425px" height="360px" >

.Contacto

e-mail
Contacto via e-mail

.Respeite os Direitos de Autor

Todos os direitos reservados ao autor sendo proibida a sua publicação sem autorização prévia

.O meu livro

.Quem me visita

!--************CODE GEOCLOCK************-->
contador de visita

.Links

.tags

. todas as tags

.Posts recentes

. Desejo

. ...

. Virar de Pagina

. Dezembro

. Estou de Regresso

. Encontro-me numa profund...

. Calor Intenso

. Ano Novo . o Virar de Mai...

.Favoritos

. ALGURES, JUNTO DE MIM...