Terça-feira, 10 de Dezembro de 2013

Desejo

  

Desejo

 

Desejo, não querer
Jamais desejar.
Todo este amor, que por ti, me arde.

Dentro de mim, sofro
Sofro, toda esta dor
Que em mim desespera.

Serei...algo que morre
Dentro de mim, como flor
Sequiosa?

Desejo, não desejar
Sentir.
Neste desejo de querer
E não ter.

Poder e sofrer,
Jaz a meus pés toda esta dor,
que transporto, dentro de mim.

Arde coração meu,
Nesta fogueira de desejo,
Pretendo eu amar,
Este amor que me consome,
Qual ciúme amante.

Amor perdido, dentro de mim
perdido no tempo.
que desespera pelo tempo passado.

Choro em pranto,
Soluços abafados, adormecidos em mim.

 

 

Augusto P.Gil

 

publicado por Augusto P.Gil às 17:48
link do post | comentar | favorito

.Mais sobre mim

.Quantos andam por aqui?

online

.Que horas são?

.Dezembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Musica

object width="425px" height="360px" >

.Contacto

e-mail
Contacto via e-mail

.Respeite os Direitos de Autor

Todos os direitos reservados ao autor sendo proibida a sua publicação sem autorização prévia

.O meu livro

.Quem me visita

!--************CODE GEOCLOCK************-->
contador de visita

.Links

.tags

. todas as tags

.Posts recentes

. Desejo

. ...

. Virar de Pagina

. Dezembro

. Estou de Regresso

. Encontro-me numa profund...

. Calor Intenso

. Ano Novo . o Virar de Mai...

.Favoritos

. ALGURES, JUNTO DE MIM...