Sexta-feira, 16 de Março de 2007

Pai

Pai
 
Sofres em silêncio.
Nessa cara
de ar intransponível,
os sentimentos que escondes.
 
O teu velar em silêncio
e distante,
podia mostrar indiferença.
Mas não, sofres quando sofro,
e triste ficas, quando estou.
 
As alegrias que sinto,
são também as tuas.
E a harmonia procuramos
partilhar.
 
Os meus êxitos,
são teus,
os meus, insucessos
são nossos.
 
As palavras, as conversas,
a educação e os princípios
que me deste,
fizeram-me homem.
O que de orgulho te enche.
 
Menino fui,
Homem sou.
E tu, qual patriarca,
ainda velas por mim.
 
Apesar do teu ar reservado,
o amor, embora doseado
foi-nos sempre dado.
 
Através do teu olhar
sabíamos como estar.
E apesar das travessuras,
ouve sempre ternura.
 
Trabalhos árduos passastes
para nos criar.
Podias connosco não brincar
mas pão sempre nos destes.
 
Hoje, pai a dobrar
dobras as preocupações,
mas não deixas de me amar.
 
Com os teus netos,
qual gaiato travesso,
partilhas brincadeiras e recordações.
E de coração aberto
vives as emoções.
 
Podia ser qualquer um
mas não, fostes tu
e eu,
podia ser de outro qualquer
mas não, sou teu.
 
E o orgulho, que mostras
em me chamar filho,
dá-me alento,
em que um dia,
também me chamem Pai.

sinto-me: Dia do Pai - Muito Feliz
publicado por Augusto P.Gil às 13:42
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 18 de Março de 2007 às 11:41
Faço minhas as tuas palavras.
E lembra-te que se como o pai diz que nós somos especiais a ele o devemos.
Permite-me usar aqui o teu cantinho para mandar também ao nosso pai um grande beijinho.
E para ti puto continua a voar nas asas da poesia e a escrever maravilhas como as que saem da tua pena. Um bj para ti
De carmemzita a 20 de Março de 2007 às 01:33
Gil filho...
Gil pai!
Tens bem o sabor dessas duas sensações.
Claro, que numa mentalidade de nova geração, onde
o amor não se encobre...mas se demontra bem, e se exterioriza em todos os gestos possíveis, e só a falta de tempo, desta corrida desenfreada em que vivemos...nos faz encolher os afectos.
Parabéns pelo poema!
Parabéns pai "galinha"!
Se "Filho galinha"? Não sei!
Um beijo
CarmenZita

Comentar post

.Mais sobre mim

.Quantos andam por aqui?

online

.Que horas são?

.Dezembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Musica

object width="425px" height="360px" >

.Contacto

e-mail
Contacto via e-mail

.Respeite os Direitos de Autor

Todos os direitos reservados ao autor sendo proibida a sua publicação sem autorização prévia

.O meu livro

.Quem me visita

!--************CODE GEOCLOCK************-->
contador de visita

.Links

.tags

. todas as tags

.Posts recentes

. Desejo

. ...

. Virar de Pagina

. Dezembro

. Estou de Regresso

. Encontro-me numa profund...

. Calor Intenso

. Ano Novo . o Virar de Mai...

.Favoritos

. ALGURES, JUNTO DE MIM...